quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Caro deputado Paulo Estêvão (ler mais) :: Cidadão Angrense ::

Por Manuel Pereira
Temos seguido com redobrada atenção algumas posições defendidas no seu blogue, agora que passou a ser um dos representantes do povo açoriano. No entanto, não podemos estar mais em desacordo com a opinião sobre a posição do Senhor Presidente da República, recentemente publicada no seu blogue.
Os tempos que correm não são para crises políticas nem para dissoluções de parlamentos. Só alguém muito irresponsável poderia agir desse modo.
O que Cavaco Silva nunca explicou foi o motivo pelo qual não enviou ao Tribunal Constitucional as reservas que manifesta em relação aos dois artigos da polémica. Ninguém entende porque enviou ele ao TC reservas sobre vários aspectos (a maioria confirmada por aquele Tribunal) e não inclui as duas matérias que o PS teimou em não alterar. Porque trata-se apenas de uma teimosia, reconhecida por todos e que no dia em que o TC vier a se pronunciar pela sua inconstitucionalidade, o PS vai dizer que apesar de não concordar com a posição do TC, respeita aquela decisão ou então que não comenta decisões dos Tribunais. O assunto morre no dia seguinte e ninguém mais se vai lembrar disso. Importava agora sim bater o pé e fazer birra.
A posição do PSD é a mais caricata de todas, pois Ferreira Leite tenta ficar bem com Deus e com o diabo. Toda a gente sabe que isso não é possível. Menos ela.

Sem comentários: